Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

DAILY FÁBIO

DAILY FÁBIO

A MORTE DESEJADA DO PRÍNCIPE DA TAUROMAQUIA

14.04.19 | Fábio Belo

A MORTE DESEJADA DO PRÍNCIPE DA TAUROMAQUIA

[adrotate banner="8"]A tauromaquia ficou mais pobre no último dia de 2018. O príncipe da tauromaquia partiu. Uma glória para os anti-taurinos. Para eles foi obra do karma. Nunca escondi de ninguém que não gosto de corrida de touros, por esse motivo não vou a este tipo de espetáculo nem vejo na televisão. É algo que me deixa angustiado. Se respeito quem gosta? Sim, desde que não interfira no meu caminho. Neste momento deve estar a pensar que sou apoiante dos movimentos anti-taurinos. Não apoio estes movimentos porque não me identifico com eles. Vão contra alguns dos princípios e vão contra aos meus métodos e atos para atingir um determinado fim. O porquê de escrever este texto? Deparei-me com diversos comentários onde anti-taurinos se vangloriam com a morte de Joaquim Bastinhas. O toureiro é um homem. É um ser vivo. É um humano. Desejar a morte ou glorificar-se da morte do outro é um ato de pura maldade e de puro ódio. Este toureiro deixou uma família que tem sentimentos. Uma família que precisa de conforto para fazer o seu luto. Acima de tudo há que haver respeito pela pessoa que partiu. Não quero dizer com isso que passei a apoiar as touradas, mas um dos meus principais objetivos é gostar das pessoas, caso contrário não tinha escolhido a profissão de comunicador. Tenho o dever de por o dedo na ferida e repreender quem esteve mal. São atitudes como estas que levam os aficionados a não perceber a outra face da moeda. Em primeiro lugar deve haver respeito pela opinião e gostos do outro.Não gosto de touradas porque há sofrimento. Há dor. O touro não se sabe defender. Não apoio este tipo de espetáculos, não condeno quem vai. Se é aficionado e está a ler este texto lembre-se que ter luz e gás em sua casa é ato luxuoso, ir a um espetáculo desta envergadura é um bem de primeira necessidade.[adrotate banner="7"]

Mensagens